UMA PEÇA DIRETA E FELIZ
SOBRE A TRISTEZA

Teatro físico

Duração: 60

M/8

Lotação 100 pessoas (ideal) / 150 (máximo)

É uma peça, para dois atores e um frigorífico, sobre um dos segredos mais bem guardados do século XXI: a depressão. Cada um de nós já esteve (ou conhece alguém que já esteve) dentro desse frigorífico.

Um homem e uma mulher apaixonados recebem-nos na sua casa, onde vários opostos convivem: o homem e a mulher, o afro e o nórdico, a alegria e a tristeza, o corpo e a máquina.

Inspirados no livro “A Rainha do Norte” (de Joana Estrela) e na Lenda das Amendoeiras em Flor, procuramos falar sobre isolamento e desadaptação, numa peça que reconhece que ser sempre feliz e feliz para sempre é muito difícil. Priorizando o humor e a surpresa na vida, apontamos uma via em que a tristeza pode ser partilhada, investigada, e em que, nesse processo, podemos ficar mais fortes e a conhecer-nos melhor.

Encenação: Joana Pupo

Cocriação e Interpretação: Jaime Mears e Pacas

Cocriação e Espaço Sonoro: António-Pedro

Cocriação e Espaço Cénico: Caroline Bergeron

Figurinos: Chloé Maxin

Preparação Física e Movimento: Pepa Espiral Macua

Consultora Artística para a Infância: Caroline Bergeron

Desenho de Luz: Mafalda Oliveira

Ilustração: Joana Estrela

Produção: Companhia Caótica

Produção Executiva: Patrícia Almeida e Catarina Carvalho

Apoios: Polo Cultural das Gaivotas C.M.L., Biblioteca de Marvila

Agradecimentos: Planeta Tangerina, Elisabete Paiva, Gio Lourenço, Mauro Hermínio e Nádia Yracema.

Apoios

República Portuguesa – Cultura / Direcção Geral das Artes, Polo Cultural das Gaivotas C.M.L., Materiais Diversos, Biblioteca de Marvila e Câmara Municipal de Lisboa

Agradecimentos

Planeta Tangerina, Elisabete Paiva, Gio Lourenço, Mauro Hermínio e Nádia Yracema.