MATINÉE (2007)

de Fyodor Khitruk, António-Pedro e Ana Araújo

António-Pedro e Ana Araújo criaram e tocaram uma nova banda-sonora para 3 filmes de Fyodor Khitruk, porventura o mais influente autor russo de cinema de animação.

Premiado em todo o mundo, Khitruk marcou o cinema pela força dos seus filmes, a beleza das suas imagens e a capacidade de criticar lucidamente, num sistema político avesso a tais liberdades democráticas.

Esta Matinée reuniu o seu primeiro filme, “História de um crime”, sátira visual e sonora aos tempos modernos e à vida encavalitada das grandes cidades; “As férias de Bonifácio”, sobre as ternurentas férias de um leão do circo que vai visitar a sua avó em África; e “A Ilha”, um fresco sociológico sobre o mundo actual, com nota final de esperança e optimismo.

 

“Matinée” foi o segundo tomo de DÛ, um projecto mutante de filmes-concerto dirigido por António-Pedro, depois de “Sherlock Jr+Filme-Aperitivo”. Espécie de falso trio em que o terceiro elemento é o écran e o que nele se passa, este projecto aliava a composição com a improvisação. Para além da música, uma atenção especial era dada à sonoplastia, também ela recriada ao vivo.

 

 

Ana Araújo – composição, piano, teclados, efeitos

António-Pedro – composição, bateria, voz, metalofone, percussões, sampler

 

 

Estreia a 22 de Maio de 2007 no MONSTRA 2007, Teatro Maria Matos

© 2020 por CAÓTICA